08/11/10

Apostas arriscadas

Quem se lembra de Leonardo di Caprio nos tempos de Romeo + Juliet e Titanic, quando todos torciam o nariz ao actor, catalogado como MTV trash, vedeta teen pré-concebida para fãs assanhadas? Hoje devem estar rendidos... As suas escolhas inteligentes renderam-lhe estatuto e confirmaram-no como um dos actores mais respeitáveis da actualidade. Podem culpar Scorcese pelo facto, mas Di Caprio também fez pela vida.
Brad Pitt também assustou em 1995 ao fazer Legend of the Falls, mas felizmente seguiu um caminho idêntico quando se corrigiu em 12 Monkeys e Se7en.
Outro exemplo do passado é Johnny Depp, em que no início dos anos 90 derretia miúdas com o Rua Jump 21 e o Eduardo Mãos-de-tesoura... E hoje, sim, já sabemos a história.
Tudo vai da escolha dos papéis. Passar pelo Indie, trabalhar com realizadores de peso e respeitados, ou apenas manter-se menos comercial (pelo menos nos primeiros anos) é factor essencial para chegar a esta prateleira.

Actualmente, que exemplos temos em mão? Temos esse vampiro lamechas de nome Robert Pattinsson (O Edward da série Twilight), que desconfio ter pela frente uma curta carreira; ou o rival Taylor Lautner (o Jacob da mesma série), que ficará marcado apenas pelo que fez até agora. Não aposto as minhas fichas nestes, digo-vos isto. Não é nada contra os filmes da saga, mas os actores não têm carisma. Não têm alma de artista. Nada. Ocos por dentro.

O actor onde junto todas as minhas fichas é o actor que se deu a conhecer com High School Musical, Zac Ephron. Com o seu aspecto betinho e tiques de adolescente, começou mal com Zoom, andou ali por alguns cameos e safou-se razoavelmente bem em 17 Again. Não me perguntem porque acho assim, mas ele tem algum jeito para a coisa e acredito piamente que daqui a uns 5 ou 6 anos ele terá neurónios suficientes para saber escolher o seu percurso.
Por enquanto anda aí o boato de que poderá interpretar o Kaneda na adaptação de Akira. Eu não torço o nariz. Venha ele, para assistir ao erguer de outro bom actor.



(As fotos acima apresentadas são para puro consumo feminino. Foram escolhidas segundo o critério de sex-symbol da época, nada mais, pessoal... Pode parecer algo gay, mas já agora, também tenho de agradar ao público feminino, certo? :P)

6 comentários:

Sam disse...

Ali o "menino" Zac, se tiver a cabeça no seu lugar, pode ir longe...

Abraço!

Dora disse...

O "problema" é que o Leo é um excelente actor desde que fez "This boy's life" aí com 12 anos. :-)

brain-mixer disse...

Sam, eu espero que consiga :)

Dora, eu não disse que ele era mau actor, apenas que estes exemplos estavam a ser vistos erradamente, ou seja, viam-nos (e moldavam-lhes a carreira) como playboys. Só os mais espertos e resistentes se safam!
Cumprimentos

Filipe Tavares disse...

http://www.youtube.com/watch?v=_6ESuQ4Iaks&feature=related


Com on! Leonardo Di Caprio não nasceu como Romeu! tem um excelente trabalho feito. de talento.

quanto às miudas faz parte do percursso de qualquer um! ou não???

brain-mixer disse...

Filipe, completando a resposta anterior, Di Caprio estava a traçar um "mau" caminho. É claro que sei que ele fez outras coisas antes. Eu quero dizer é que entrou por esses "maus caminhos mas endireitou-se novamente.
Brad Pitt, igual. Ele até fez o Entrevista com o vampiro mesmo antes do Legend of the Fall...
E sim, eu não censuro as miúdas, tal como os miúdos ficavam extasiados com a Pamela Anderson nas "Marés Vivas" :P
Cumps

Dora disse...

Filipe Tavares: Haja alguém que me suporte no que digo em relação em "Gilbert Grape"! Por acaso neste post falei no "This boy's life" que até foi antes.