30/01/15

Realizadores que precisam de um "hit" na carreira

Por vezes um estrondoso sucesso de bilheteira significa uma carreira prolífica no cinema. Quantos perderam o direito de filmar com regularidade porque o seu último filme não resultou?

Durante muito tempo via Guy Ritchie como um gajo à procura de um sucesso de bilheteira, e tal aconteceu com Sherlock Holmes. Hoje ele consegue escolher os seus projectos com mais escolhas e um certo alívio artístico...
Ridley Scott regenerou-se na passagem do milénio depois de uma travessia no deserto, Scorsese agora anda na mó de cima com as participações de diCaprio, Danny Boyle conseguiu o seu com Slumdog Millionaire e Spike Jonze teve o Her (sort of...)
E mesmo David Fincher vai conseguindo ganhar uma plataforma sólida de fãs (Gone Girl é agora o seu maior sucesso de bilheteira)
Quem precisa agora de ultrapassar esta "linha de segurança":



Oliver Stone
Não faz um filme digno de referência desde... 1999! Any Given Sunday foi a sua última obra que caiu nas graças da malta e tudo o resto descanbou. As bilheteiras nunca foram espectaculares, mas quando os dólares não andam de mãos dadas com os prémios e a crítica, a filmografia sofre.






Francis Ford Coppolla
Numa espécie de "reforma", Coppola andou a brincar aos "indies durante algum tempo. Dracula saiu em 1992. Wake up, man!









Andrew Niccoll
Nunca tendo conseguido sair do rótulo de "promessa", Niccol deverá explodir num blockbuster inteligente não tarda nada. Ele merece e tem andado com algum azar. Ou se dá com as pessoas erradas (Stephenie Meyer e o seu The Host) ou o conceito não passou da curiosidade (S1m0ne, In Time). Espera-se um bom produtor e um óptimo elenco. Do resto, ele consegue tratar.






Terry Gilliam
O eterno azarado. Dificuldades nas filmagens (infernais, é a palavra certa), flops nas bilheteiras, Gilliam nunca foi um nome reconhecido pelo grande público. Se Tim Burton consegue toda esta popularidade, porque não dar alguma ao pobre Terry? Vá lá, uns cifrões para o senhor...








John Carpenter
Deveria eu estar a falar desta pérola perdida no passado? Carpenter é sinónimo de Anos 80 e as suas obras medíocres nos 90' cortaram-lhe as hipóteses de filmar regularmente. Precisa ele de um "Ressurection Career"? Um filme que recuperasse aquela magia inicial, para se despedir da Indústria com um sorriso triunfal...







Edgar Wright
Um dos nomes mais flagrantes da lista. Estaria perto de atingir o objectivo não fosse a sua desistência de Ant-Man para a Marvel... A sua filmografia está recheada de filmes com imensos seguidores, mas tudo num registo "de culto". Estará ele preparado para o "Fortune and Glory"? Ofereçam um Blockbuster ao menino.







Michel Gondry
Ora nos States ora em França, Gondry ontercala os seus filmes mais comerciais com as pequenas peças de "auteur" da sua pátria. Ganhou reconhecimento com o excelente Eternal Sunshine of the Spotless Mind, mas perdeu o direito de entrar no Hall of Fame quando desperdiçou o seu bilhete de entrada com o blockbuster Green Hornet. Damos mais uma hipótese ao rapaz, ou ele é mais direccionado para os nichos de mercado?





John McTiernan
Action-Destroyer dos eighties, teve uma década prolífica no segmento de filmes do género. Last Action Hero tirou-lhe algum gás e a partir daí foi uma montanha russa com algumas conquistas (Die Hard 3 e Thomas Crown Affair) e muitas desilusões (Rollerball acima de tudo). O processo legal de que foi alvo arruinou-lhe quase uma década ea  sua permanência na cadeia rasgou-lhe um outro ano. Agora vai voltar em 2015 com Red Squad. Não terá a mínima hipótese no box-office, mas já é um recomeço...

25/01/15

Os "ficheiros perdidos" de Perdidos

LOST fez 10 anos há alguns meses.
E enquanto chafurdava no meu PC encontrei umas raridades minhas nunca divulgadas (tal como quando descobri aquelas pérolas da TV 7 Dias).
Na altura, quando todos andávamos viciados com a série, eu andei a brincar com a mitologia e criei alguns crossovers por pura brincadeira. Deixo-vos alguns dos melhores exemplos em imagem, tudo material em bruto e em ideias soltas, de um trabalho que nunca chegou a ser concluído...


Back to the Future
Ao "viajar", há um clarão no céu.
O esboço do Flux Capacitor está retratado no diário de Daniel Faraday







Blair Witch Project 
(Found Footage na ilha)
Eles ouvem murmúrios na floresta.
Vêem aparições de familiares já falecidos.





Die Hard
"He was on the flight Oceanic 815,  he was on the wrong place at the wrong time!"
Now John McLane must to avoid the Others to attempt a brutal attack at the survivors...
"Yipy-kayeah motherfucker!" Before he blows up the Ohers.
The Others captured Sawyer trying to destroy the Dharma Initiative.





A Nightmare on Elm Street
(Nunca cheguei a fazer o poster)
Na aldeia dos Outros, há pessoas a ter visões e mortes misteriosas.






Indiana Jones
A nova aventura leva o arqueólogo à mítica Ilha Perdida, onde irá encontrar os artefactos milenares pertencentes aos deuses.





Jurassic Park
Investidores gananciosos decidem criar um parque de dinossauros numa ilha tomada por misteriosos acontecimentos. E num ápice, tudo corre horrivelmente mal...




The Matrix
Ben multiplica-se (como o Agent Smith)
Neo vai quebrar o mundo virtual (a Ilha) e voltar ao mundo real (Estados Unidos)
O Arquitecto está na Pearl Station.




Pirates of the Caribeans - Curse of the Black Rock
Trocar o Smokey pelo Kraken
O tesouro encontra-se dentro da Escotilha




The Simpsons
Losties "gag couch"
TV de genérico a dar a queda de avião
Chaminés nuclear na selva





Entre outros crossovers que andava a planear, havia mais títulos para todos os gostos e criatividade de sobra para fazer render o peixe:
X-files - I want to be lost
Rambo (todo o tipo de explosões que a série teve, foi obra do Rambo)
King Kong
Alien
007 Another Day to Survive (James Bond vs D.H.A.R.M.A.)
Friday the 13 (Crystal Lake na ilha)
Predator (A nave alienígena despenha-se na ilha após Desmond rodar a chave. Fica então a fazer caça nessa selva. Os Losties ficam então à mercê do alien, que se tenta camuflar. Murmúrios, Predator frente a frente com o Smokey e vê Hurley em heath vision)

18/01/15

Quem é que neste mundo da cinefilia liga alguma às notas do IMDB??

Quero eu dizer, quem segue de perto o cinema, não aqueles que vêem filmes como quem bebe um chá quente para descomprimir...
Porque agora com a época de Óscares, anda cada um a argumentar que "este filme tem boa nota no imdb"... Há muita gente que não sabe que aquele site tem as médias todas lixadas. Um 6 é para aí 70% das médias de todos os filmes. E isso NÃO É uma boa média.

E filmes recentes, olha, qualquer cagalhão que diga que foi bom, vai logo inflacionar as notas... Espera-se um ano e meio e a nota desce drasticamente.
Pronto, desabafei.


Voar alto

Ia a medo para o Birdman, no receio tremendo de me desiludir. Aliás, desta leva de filmes oscarizáveis, desiludi-me com grande parte deles, aqueles com que já ia com um hype criado por outros. Àparte Whiplash (a que fui "virgem" e na completa ignorância), poucos me encheram as medidas. Até agora...

Birdman é mais um conto de estudo psicológico, de como o estrelato pode rasgar uma pessoa. Óptima realização, actores competentes na sua função (Zach Galifianakis está tãooo aceitável, sem trejeitos de palhaço-mor) e um "falso-take único" que esconde umas quantas genialidades de montagem e ganchos de argumento essenciais.
E mais do que a óbvia associação com Batman, quem reparou na insinuação de Mulholland Drive, na cena do camarim de Naomi Watts com a outra actriz? Tudo farinha do mesmo saco.

SPOILER:
No momento em que Edward Norton se queixa do adereço parecer falso, deduzi o previsível final. E assim foi. Mas a sequência que encerra o filme dá margens para outras perguntas, que certamente será tema de conversa para uns largos meses, arrastando-se para lá dos Óscares (já que este será certamente um dos grandes vencedores da noite)


Iron Slasher

A minha cabeça ainda nos mash up's...
Ide comprar!


17/01/15

A preguiça e o plágio

Olhando para a obra fan-made do poster alternativo de The Judge percebemos que não há esforço.
Não só é uma imitação barata do que Emre Unayli criou para Boyhood, como também o trabalhou mal e porcamente.




15/01/15

Dislexia cinematográfica

Hoje já ouvi de tudo: "Teoria da Imitação", "American Spider"...
Esperemos pelo fim do dia por mais pérolas do cidadão comum.

Considerações sobre os nomeados dosOscars 2015

Maiores surpresas: 
  • Lego Movie fora de Filme de Animação.
  • Steve Carell, WTF?
  • O que é que Selma lá foi fazer? Go home, you're drunk.

Nuff' Said
  • "Everything is Awesome" para Melhor Canção
  • JK Simmons, Actor Secundário

Tststst...
  • Meryl Streep, dás um peido e todos aplaudem.
  • Bradley Cooper em vez de Jack Gyllenhal??
  • Gone Girl sai de lá com a Pike a carregar tudo. Nem Argumento Adaptado sacaram...

Resumindo
  • SFX, a lista de nomeados que mais me enche o coração Maleficent, fuck you!
  • Dobradinha bem enfiada: Alexandre Desplat, mas vou torcer pelo Hans Zimmer.
  • Haverá um "American Hustle Case" como o ano passado? Arrisca-se algum a sair de lá sem um Óscar?  Atirando uma prematura previsão, diria The Imitation Game.
  • Whiplash, até ao momento, é o filme por que vou torcer dia 22 Fevereiro. Ainda me faltam ver American Sniper (que não me parece mudar de ideias quanto a preferências) e Birdman (veremos, veremos). Selma acabou de cair do poleiro.
  • E nem mais, Into The Woods será o filme que nem lhe vou por os olhos...
Todos os nomeados aqui.

13/01/15

Chicotada boa

Fui totalmente às escuras para Whiplash, com conhecimento apenas da foto apresentada e as nomeações/prémios arrecadados nos Golden Globes.
E que surpresa! Miles Teller "playin' some good shit" e JK Simmons numa incursão paralela à de J. Jonah Jameson. Um Óscar para este último, sff.

11/01/15

TCN 2014, ir à gala e vencer Melhor Rúbrica

Foi um ano em cheio. Em grande, mesmo. Os "Posters Caseiros" do meu blog arrecadaram o troféu de Melhor Rúbrica.
Se a exposição na Fábrica do Braço de Prata não era suficiente para eu entender o fenómeno, este prémio é uma confirmação de algo a ser valorizado para assim continua a trabalhar com ainda mais afinco. É também de certa maneira uma demonstração de apreço por todos os que acompanham a minha arte. E por isso um grande obrigado.
Segue a lista de todos os vencedores no link


TCN 2014, o rescaldo

Terminada mais uma edição TCN Blog Awards, revejo o dia em que muitos bloggers se reúnem para uns dedos de conversa e o momento em que eu recebi o prémio de Melhor Rúbrica com os Posters Caseiros.

Ontem agradeci a muita gente mas não me lembrei de referir a imponente concorrência com quem estava nomeado. E era de respeito.
É o meu primeiro troféu "a sério". Sim, porque o do Brain-Collection no ano passado foi dos engizados. Apesar deste meu humor satírico, eu até não desgosto da claquete-mor que se encontra no topo da estante. Agora isto do acrílico transparente até faz brilhar mais a divisão da casa. E por coincidência (será mesmo?), são ambos para Melhores Rúbricas. O que faz de mim um Rubricador...

É um prazer imenso poder trabalhar com o Carlos e o Manuel, poder ajudar a levantar um projecto tão exaustivo como complexo. Poder auxiliar na logística, participar nas piadas e até num momento inédito dos TCN, o do leilão. Sim fizemos um leilão, com martelo e tudo. O leilão dos posters Caseiros correu muito bem. Confesso que não esperávamos a adesão que se verificou, tanto que o Manuel Reis tencionava leiloar 3 ou 4 "para a brincadeira" e aquilo resvalou para um sétimo cartaz que nem estava previsto. Quero agradecer a todos os que licitaram e um obrigado especial àqueles que levaram um poster emoldurado para casa. Ganhei novos fãs e alguns clientes. Sempre óptimo.

Só mais alguns tópicos fundamentais sobre a cerimónia que quero destacar: Prémio Memória finalmente entregue ao Pasmos Filtrados. Eu era um dos que andava sempre a matraquilhar o nome do Francisco Mendes para esta honra. E desta vez lá aceitou!
O melhor ficou para o fim. Pedro Cinemaxunga finalmente revela a sua cara. Ou meia cara, vá... O vídeo de encerramento onde ele promete tirar a máscara enquanto Pedro, se te vir na rua, irei reconhecer-te facilmente, sabes. Não tapaste o suficiente, esse teu queixo de Capitão Haddock vai denunciar-te, eheh.
Ah e o Prémio Melhor Artigo Cinema não podia ficar mais bem entregue: Atéquenfim que o Pedro Cinemaxunga leva um troféu para casa. Fui a votos na mesma categoria, mas assim até dá gosto perder!


07/01/15

Expectativas 2015

2015...
Ano novo, filmes novos.
Nesta lista esperam-se pelos “ovni’s” cinematográficos. Nada de Star WarsAvengers ou Terminators... Só filmes brain-mixer! Espero ser surpreendido, é assim que descubro aquelas ‘jóias’ do cinema estranho.
Links IMDB nos respectivos títulos.



Réalité
Jason quer realizar o seu primeiro filme de terror. Bob Marshal, produtor endinheirado, concordou em financiar o filme, com uma condição: Jason tem 48 horas para encontrar o melhor gemido na história do cinema.
O novo filme de Quentin Dipieux (Rubber, Wrong) promete mais non-sense e regressa com outra comédia surrealista. Vejam, vejam!




Project Almanac
Um grupo de adolescentes descobre os planos secretos de uma máquina do tempo, e acabam por construir uma. No entanto, as coisas começam rapidamente a ficar fora de controlo e logo percebem que mudar o passado pode causar consequências desastrosas no futuro.
Michael Bay produz este filme Found Footage, que teve estreia adiada desde o ano passado.



Inside Out:
A Pixar regressa em 2015 após um ano em branco. E regressa em cheio! Ambientado "dentro da mente" de uma criança, as emoções são personificadas e demonstram-se tenazes na formação individual da criança.
Confiram.





Synapse
Um traficante de memória viciado é perseguido implacavelmente por agentes federais do narcotráfico empenhados em manter escondidos os segredos que ele tem trancado na sua mente.
Low budget, Direct-to-Video? Sim. Mas nunca se sabe... Tira-teimas.





Enquanto o mundo desaba em guerra e conflitos civis, um agente da CIA chega a uma prisão secreta subterrânea para interrogar um terrorista viajante no tempo, que ela acredita ser o responsável pela catástrofe que se desenrola.
As filmagens começam neste mês de Janeiro graças a uma campanha de crowdfunding bem sucedida e espera-se que estreie ainda este ano.




Paradox 
Depois de aprender sobre os perigos de viajar no tempo, um jovem cientista vê-se envolvido numa perigosa missão para impedir que a máquina nunca seja inventada.
O projecto não atingiu a meta pretendida com o crowdfunding, mas poderá haver outra solução para este filme. Até ver, a data de estreia mantém-se para 2015.





Synchronicity
Dos criadores de The Signal (Sundance 2007) é um alucinante 'Noir Sci-fi "na tradição de Dark City, Blade Runner, e Alphaville. Synchronicity é sobre um físico que inventa uma máquina do tempo, e a femme fatale misteriosa tentando roubá-lo. Ele deve viajar de volta no tempo para descobrir a verdade sobre a máquina, a mulher e a sua própria realidade. Curiosos? Um teaser trailer pode ser visto aqui.