24/07/14

Nopes, Snyder


 Porque é que Zach Snyder nunca deveria realizar um Star Wars, apesar daquele rumor do ano passado (o tal Seven Jedis, alegoria ao Seven Samurais): Porque com esta foto, embora tudo na brincadeira, provou que não está talhado para o trabalho.

"Super- Jedi" disse ele. Meu amigo, correcto seria dizer "Super Sith".
Para fãs pequeninos, temos muitos. E com mais talento. Move, bitch!



23/07/14

"On a great Fury Road"


Em pulgas, minha gente!
Sabemos que este novo filme será uma "interquel" (calão popularizado pelo X-Men Days of Future Past), já que se passará entre o 1º e 2º filme...

Prova? O magnífico Interceptor aparece em modo glorioso no poster, quando explodiu no Road Warrior. Ah, e as filmagens prolongaram-se durante 9 meses (9 MESES!), quando normalmente andam entre os 3 ou 4.
Razão? "Shooting back-to-back". Sim, o 5º filme está também a ser rodado...
O único senão será a provável classificação PG13, devido ao avultado orçamento de $130 milhões... Mas ainda não se sabe ao certo se esse valor compreende os 2 filmes rodados...
E sim, uma aura de flop já ronda o filme desde as chuvas na Namíbia

Contudo, o visual do filme até agora está imbatível! Dios mio... Nunca mais é 2015.

20/07/14

Piores filmes que eu vi no cinema

Actualmente eu costumo seleccionar previamente aqueles filmes que pretendo ver no cinema, os que merecem gastar o dinheiro num bilhete. Normalmente são blockbusters, para aproveitar os metros quadrados da tela branca.
Mas houve uma altura em que eu ia semanalmente ao cinema. Isso iria causar-me uma média ultrajante na quota cinéfila...
E não, não comia pipocas.


13 - Showtime (2002)
Um Buddy Cop movie. Se tivesse sido nos anos 80, talvez fosse o máximo. Mas veio com duas décadas de atraso. E Eddie Murphy voltaria a penetrar no deserto.


12 - Mercury Rising (1998)
Não é mau. É só aborrecido. Fui seduzido pelo trailer de Armageddon que tinha assistido nesse mês...
Pensava eu que o Bruce Willis andaria a fazer filmes porreiros...


11 - The Island (2006)
Michael Bay em modo auteur? A banhada foi tremenda. Preferia ver mindless action scenes durante 2 horas que ver o realizador em divagações.


10 - Max Payne (2008)
Nunca tinha experimentado o jogo. Mas o material deixava-me curioso. Foi desde este filme que John Moore me ficou queimadinho. Nunca mais esqueço este nome.


9 - The Mexican (2001)
Encher chouriço com duas das maiores estrelas de Hollywood. Um pouco como o Larry Crowne, que juntava Tom Hanks e Julia Roberts. Eu caio sempre na armadilha dos "nomes sonantes", raisparta.


8 - Godzilla (1998)
Verdade, aqui me confesso. Quando o vi no cinema, diverti-me à brava. O estado de negação funciona na perfeição para os cheesy dialogues porque os olhos ficam vidrados nos efeitos visuais.
Hoje fico admirado como não topei a "obra-prima".


7 - Star Wars Episode 1 - The Phantom Menace (1999)
Como eu, milhares de outros patinhos em Maio desse ano. Prossigamos.


6 - Dracula 2000
O equivalente ao I, Frankenstein deste ano. Sabem o que quero dizer.
Felizmente que assisti o do Aaron Eckhart na pantalha em dvdrip...


5 - Speed 2 (1997)
Raios, queria tanto que este filme fosse o máximo. E ainda estava com os sentimentos trocados até aos créditos finais. Mas no regresso a casa reconsiderei.


4 - Van Helsing (2004)
O filme começou numa barulheira impressionante, as colunas estavam acima do nível permitido (ou era eu que estava demasiado perto do ecrã?).
Estava na cena em que Jackman persegue Mr Hyde pelos telhados. E eu já a reclamar nos 10 minutos de filme. O amigo que foi comigo ao cinema diz que adorou... Vá-se lá entender.


3 - Scorpion King (2002)
Ao engano, devido ao The Mummy Returns?!  Nuff Said...


2 - Not Another Teen Movie (2001)
Não quero comentar esta entrada... Apenas tenho a dizer em minha defesa que fui com caloiros na universidade... Íamos ver tudo o que havia, para conviver.


1 - Mr Magoo (1997)
Eu só fui porque nessa altura o ÚNICO cinema da cidade passava este calhau a semana toda. E estávamos em  Janeiro. Fui de arrasto e hoje ainda tenho mazelas.




E sim, a escolha das imagens foi propositada, tentando encontrar as mais ridículas ou capazes de transmitir o meu desabafo.

18/07/14

James Cameron e a subversão da moral

Ando a pensar no Avatar 2 do James Cameron, com a ideia da mania do realizador querer subverter personagens nas suas sequelas.
É que das duas sequelas que escreveu e realizou (não se pode contar com Piranhas II, pelamordedeus), em ambas trocava a ética do personagem. Ora vejamos:

Quando foi convocado para realizar Aliens, o andróide Bishop que ia a bordo da Nostromo era benigno, ao contrário de Ash no primeiro Alien (que afinal era um belo pedaço de techno-fucker).


E quando se atirou a Terminator 2, pegou em Arnold, moldou-o a outra imagem e brincou com a ideia de que afinal aquele rosto também podia ser do lado dos bons. Porque afinal Schwarzenegger entretanto já era uma superestrela mundial...


Ora, não me chateava nada que o Coronel Miles Quaritch, morto no final de Avatar e entretanto confirmado por Cameron para regressar para a sequela, surgisse no outro lado da moral. Sabem, um dos bons...

A tradição de Cameron assim o comprova, veremos o que dali surgirá.


E deixem-me sonhar, mas assim precisaríamos de um novo vilão: Porque não aquele rumor do ano passado... com este senhor?
Deixem-me sonhar :D

16/07/14

Macacada total

Que vergonha. Poliram o 12 Monkeys até se parecer uma versão barata de qualquer medíocre série F-C.
Falta a loucura, o delírio e o visual de Terry Gilliam...

Ver esta série? Nops. Prefiro rever o filme todos os santos anos.

Equação Aritmética: Premature (2014)

Com tanto alarido no Edge of Tomorrow (Groundhog Day + Independence Day), este pequeno tem passado despercebido...

Groundhog Day (1993)

+
American Pie (1999)


=
PREMATURE (2014)

14/07/14

Poster Caseiro: Casino Royale

Casino Royale (2006)
Troquem-se as Espadas, as Copas, os Paus e os Ouros pelo que interessa a James Bond!



Também visível nas páginas do Facebook e Deviantart.

13/07/14

Os artigos da Empire

Estou a ler a (última) Empire e regalo-me com os excelentes artigos especiais dos realizadores...
Numa delas, com David Fincher a explicar como quase teve Gene Hackman em vez de Morgan Freeman no filme Se7en e descreveu a memória do encontro como "um filme de Gene Hackman":

Hackman: Uma grande parte do filme parece decorrer à noite.
Fincher: Uma grande parte decorre.
Hackman: Mas pretende filmá-lo à noite? [Fincher diz que sim com a cabeça] Bom, eu não gravo à noite.
Fincher: Obrigado pelo seu tempo.

12/07/14

4K numa caixinha mágica


Os maiores fabricantes de televisores mundiais andam agora loucos a injectarem-nos a nova pérola do deserto, o UHD.
O Ultra High Definition, ou 4K, para abreviar, parece ser um salto qualitativo impressionante, desde que o HD surgiu para desfazer os PAL e NTSC da vida. Uma imagem mais que cristalina, é verdade, apesar de só se notar a diferença em aparelhos acima das 55 polegadas...
E... esse é um tamanho considerável para qualquer um de nós. Não só na carteira (que pesa a qualquer marmanjo que sue as estopinhas para ver os sparks do Bay no seu esplendor), mas também naquela parede da sala que bem alberga aquela foto de família (ou consoante o caso este quadro ou mesmo este).
Ora essa parede será francamente engolida pelo massivo ecrã de 55"-ou mais. Não é que eu seja contra, até mesmo eu gostaria um dia de espetar uma bela 65" 3-D mas-nada-disso-de-curva-que-agora-está-na-moda.



A minha questão é "até onde isto vai parar"?
Estarão os estúdios cinematográficos interessados em ver este negócio estender-se para as casas do zé-povinho?
Porque vejamos, 4K num excelente projector, é essencialmente um projector de cinema! Quem sabe se daqui a uns anos a Epson ou a Sony nos deleitam com essa maravilha a preços de Verão...
Nem preciso ir tão longe em divagações, basta dar um pulinho à FNAC/MediaMarkt/Worten (selected stores only, pessoal) tentar encontrar aquele OLED de 85 polegadas monstruosa que me deixa a babar na alcatifa de cada vez que lhe deito o olho. Sim, parece typo quando olho para o preço, mas os 30 e tal mil euros baixarão para os quatro dígitos numa questão de 4 ou 5 anos.
Estão para lançar uma de 110"? Tá-se bem. Subam a parada.


E os cinemas? Aquelas telas como as conhecemos? Vão fechar?
O caminho a seguir é essa coisa do Netflix e do Pay-per-view? Só pode.
Ahh, temos o IMAX. É caro que dói, demasiado elitista.
OK, agora estarão a pensar "mas não há ainda conteúdos suficientes produzidos em 4K". A massificação trata disso. Lembram-se do BluRay? Choveram numa questão de meses. Depois, andaram ao despacho no Jumbo a 3€ (e eu aproveitei).Se o mercado pedir 4K, os produtores fornecerão 4K. Talvez não em formato físico, mas em 01010100101010101
Digital, meus senhores.
Os cinemas vão acabar por quase todo o seu império, como os Visionário Tecnochatos andam a balbuciar desde a Idade da Pedra.
Não, espera. Os cinemas irão revolucionar-se, como nos anos 50 e 80, para assim criar uma nova Golden Age (por esta altura estamos na de chumbo). Que raio, quem sabe andaremos a arrastar-nos entre o cinema e o conforto do lar onde "aquela freaking huge TV nos faz arder os olhos de tão perto que ela está" só porque é ritual e faz bem à Vida Social. A escolha será sua.

E se/quando isso acontecer, os piratinhas estarão em cima do acontecimento, como seria de esperar.
E eu? Vou esperar pelo lavar dos cestos, que a vida não anda fácil para ninguém.


10/07/14

Avec le Box-Office

Fascinante olhar para a tabela de box-office francesa e encontrar entre os 15 mais vistos do ano (até agora) oito filmes do seu país. Eles sempre foram muito apegados ao seu próprio cinema, mas este ano está a bater todas as expectativas! Quase todos eles são comédias, género caro para os francófonos, que geralmente são os maiores sucessos em salas. E agora a óbvia pergunta: E nós portugueses?
Films sortis en 2014 ayant dépassé 1 000 000 de spectateurs en France  arrêté au 8 juillet 2014
Class.TitrePaysRéalisateurBox-Office FranceSemaines
1Qu'est-ce qu'on a fait au Bon Dieu ?Drapeau : FrancePhilippe de Chauveron10 354 33812 (en cours)1
2SupercondriaqueDrapeau : France Drapeau : BelgiqueDany Boon5 234 98610 (fin)2
3X-Men: Days of Future PastDrapeau : États-Unis Drapeau : Royaume-UniBryan Singer3 149 207(en cours)3
4Rio 2Drapeau : États-UnisCarlos Saldanha3 128 54913 (en cours)4
5The Amazing Spider-Man : Le Destin d'un hérosDrapeau : États-UnisMarc Webb2 313 91510 (en cours)5
6Les Trois Frères : Le RetourDrapeau : FranceLes Inconnus2 275 589(fin)6
7BabysittingDrapeau : FrancePhilippe Lacheau et Nicolas Benamou2 270 64512 (en cours)7
8FistonDrapeau : FrancePascal Bourdiaux1 922 868(fin)8
9Captain America : Le Soldat de l'hiverDrapeau : États-UnisAnthony et Joe Russo1 868 812(fin)9
10La Belle et la BêteDrapeau : FranceChristophe Gans1 824 476(fin)10
11MaléfiqueDrapeau : États-UnisRobert Stromberg1 735 338(en cours)11
1212 Years a SlaveDrapeau : États-Unis Drapeau : Royaume-UniSteve McQueen1 696 93519 (fin)12
13Yves Saint LaurentDrapeau : FranceJalil Lespert1 639 21414 (fin)13
14BarbecueDrapeau : FranceÉric Lavaine1 590 98910 (en cours)14
15300 : La Naissance d'un EmpireDrapeau : États-UnisNoam Murro1 563 297(fin)15

06/07/14

9 pá!

E não é que a semana passada o meu blog fez 9 anos e eu nem dei conta??
Pró ano faço festa grossa.


05/06/14

Ronaldo VS Messi

Estes dois poderiam dar que falar na sétima arte. Quantas histórias, quantos confrontos titânicos, quantas vitórias e derrotas por prestígio...
Desde os diversos títulos de Bola de Ouro para Messi até à desforra de Ronaldo neste último ano.
Desde a chamada de atenção por ambas as partes para os media, os patrocinadores, os talk shows, capas de revista, etc.
Passando pela polémica declaração de Blatter.
Ou até mesmo esta última que indica que afinal Messi vale quase o dobro do valor de mercado que Ronaldo...
E uma década de duelo (and counting) só pode acabar numa incrível história.

A minha proposta:
Daqui a umas décadas, retratem estes confrontos no cinema. Como Rush bem o fez para a Fórmula 1, entre Hunt e Lauda.

Sim, eu só escrevi este post para incluir uma semelhança futura entre estas duas duplas.
E porque gostei muito do filme de Ron Howard.


E não vou sugerir escolhas de casting porque só quero este filme para daqui uns 20 anos...

04/06/14

Indiana Jones e o Futuro Desconhecido

Como sabemos, algo deste género um dia será inevitável.
A Disney nunca ficaria com o Indiana Jones nas mãos se não fosse para o espremer...

 Fala-se num total reboot, com um novo actor a assumir o chapéu e chicote, de volta aos anos 30 e recomeçar do zero.
Também se propõe seguir o caminho da Jamesbondização do personagem, não desprezando as aventuras anteriores e continuando pelos anos 40 em diante. 

Ora de que outra maneira poderão explorar o filão? Segundo consta, Harrison Ford ainda tem dois filmes em contrato. A escolha mais viável (e aquela que eu proponho) seria dividir o filme entre duas épocas distintas, como o Padrinho 2.
Ford teria que fazer nos anos 50, enquanto que o mais jovem estaria a tomar conta dos anos 20. Chegaria a altura que o filme a solo do novo Indy seria mais facilmente assimilado pelo grande público, com uma transição correcta (e não daquelas tretas do filho Mutt assumir o legado).
Mas até lá, se tiver mesmo que haver novo filme, quero o Harrison Ford a bordo. Depois, desenrasquem-se.


 E omg, como eu quereria ver isto na Disney...