18/08/14

Poster Caseiro: King Kong

Dois mundos em colisão: Skull Island e New York City.

Gosto de pensar que este poster serve para ambos os filmes, 1933 e 2005. Mas na verdade, foi pensado propositadamente para o clássico original...



Também visível nas páginas do Facebook e Deviantart.

13/08/14

"Celebrity deaths come in threes"

Aquela maldição de que as celebridades morrem aos três volta a atacar...
Robin Williams chocou toda a gente ao suicidar-se dia 11. Lauren Bacall morreu a noite passada.
Quem será o 3º?



Este artigo tem muitos exemplos de casos passados, onde eles morreram aos grupos de três.

12/08/14

Equação Aritmética

Red Line (2007)
Street Racing com os seus supercarros financiado por milionários


+
Vanishing Point (1971)
Um condutor tem de percorrer a América de costa a costa perseguido pela polícia


=
NEED FOR SPEED (2014)

11/08/14

INSTAGRAM, esse papatempo

Rendi-me ao Instagram há precisamente 126 dias, o mesmo número em publicações. Sim, porque estabeleci comigo próprio a regra de um registo diário, dá-me uma noção de afinco, rigor e continuidade.
Ora quem me segue já se apercebeu de que eu tenho umas linhas condutoras a que gosto de me segurar.
As ditas Rúbricas, por assim dizer.

A mais óbvia e quase mandamento diário é a #mymovietitles, onde cabem quase todas as fotos que lhe dou um título de filme. Por vezes forçado, outras com a cara chapada...
Isto dá-me um desafio cinéfilo de puxar pela cabeça para encontrar as duas faces da moeda, como um jogo lúdico.
Alguns dos meus exemplos mais curiosos passam pelos seguintes exemplos, onde por ordem  podem reparar em The Hangover, Playtime, Enter the Dragon, The Grudge, Le Petit Nicolas ou mesmo Jaws (a barbatana, ali mesmo à mão de semear)


Um Instagram não pode escapar ao cliché dos gatos (eu sou "cat-person", tenho duas gatas em casa e a mais velha é a jóia da coroa). Com #gatatufa, a Tufa tem por hábito de se fazer à foto, que me leva a clicar com mais interesse (e onde saem quadros mais elaborados), do que a Lana, que se torna irriquieta e infelizmente não é nada fotogénica. Quase todas a suas fotos têm o #mymovietitles incluídos. Os melhores exemplos passam por Jacob's Ladder, Poltergeist ou Garfield.



É também no Instagram que aproveito para divulgar as peças cinéfilas lá de casa. Quer sejam #tralhaquetenhoemcasa onde publico os movie props que vou adquirindo pela internet,


ou #kitchenfigures, ao colocar os meus Action Figures em locais da minha cozinha adequados às poses dos personagens/cenas.


Instagram é também sinónimo de roupas e modas... Não quero alongar-me nesse assunto, só posso afirmar que tenho orgulho nas T-shirts geek que comprei ou que mais recentemente criei em casa com T-sirts lisas e uma lata de spray. Podem vê-las em #roupasdeverão


É claro que uma conta destas não pode passar ao lado das actividades diárias (diga-se, emprego) e deixa-me mostrar o lado "bastidor" por onde trabalho.


A mais notória é a #pointofvip, o atrás-da-câmara em entrevistas a vips e famosos (vou tentando limitar-me a estrangeiros).



Sim, claro, tenho também os típicos céus e nuvens (que adoro fotografar), sombras e silhuetas, ou mesmo abstraccionismos...
Do que é que estão à espera? Podem seguir-me diariamente em edgar_asc
Fico à vossa espera... 

"Marvel goes to Hollywood" de Guolfo

Crossovers da Marvel com posters reconhecidos. O artista Guolfo tem jeito para a coisa.
E podem ver o cartaz de inspiração clicando em cada uma das imagens.












Toda a obra na página Deviantart do artista.

04/08/14

OakOak, passa por Lisboa, tá?

Este artista francês tem por hábito "preencher" os pedaços de rua que ninguém liga. Fá-lo utilizando uma linguagem de cultura pop, fundindo o cenário em redor com as figuras que desenha.

E que tal passar por cá? Andamos a precisar de uns cartoons também.








Outras obras podem ser vistas no seu site.

30/07/14

Movie Franchise Crossovers à la Brain-Mixer

"10 Awesome Movie Franchise Crossovers We’re Dying To See"
Segundo consta esta lista do WhatCulture, os sonhos nerd desbravam utopias... Impossível em diversos aspectos (estúdios diferentes, actores para lá da idade da reforma...). Mas, pá, deixem-nos sonhar!

Eu acrescentaria mais estes:
nos anos 40, "Captain America, Indiana Jones & Rocketeer"




nos 70's "Dirty Harry, Shaft e Paul Kersey"





e nos 80's "John McClane, Martin Riggs & Alex Foley"