01/03/15

HOLY SHIT na TeePublic.com

Um comentário satírico ao estado actual da industria cinematográfica em Hollywood.
(Agora falta saber se alguém terá mesmo coragem de comprar uma destas T-Shirts e andar com ela por aí vestido...)


20/02/15

Kingsman tem tudo no sítio

Gostaram de Kick Ass? Vão adorar este.
E agora estou a torcer valentemente para que seja Matthew Vaughn a realizar o próximo Spider-Man


11/02/15

Welcome Home, Spidey

 

 


Marvel + Sony = Nerdgasm


Eu como Hyper-Mega Fã de Spider-Man, não queria colocar aqui nenhuma notícia do anúncio desta madrugada. Toda a gente já o sabe, para quê mais uma dose de "YAY" e "Yupi"?
Ressalvo apenas a indicação de que Avi Arad poderá estar de fora (e é o aspecto mais positivo deste balanço), o facto de Andrew Garfield estar fora do baralho (é uma pena, eu gostava bastante do que ele trazia à série) e o torcer o nariz ao "ripple effect" que a estreia deste traz a todos os outros filmes da Phase 3 da Marvel (quer dizer, Inhumans DEPOIS de Avengers Infinity War pt2 não faz sentido nenhum!)

Neste negócio obviamente todos saem a ganhar. A Sony livra-se do peso do "selo de qualidade" e continuará com os (muito prováveis) lucros de distribuição e a Marvel recheia o seu Universo e mais do que isso, os outros lucros provenientes do merchandise.


A verdadeira razão porque a Marvel está interessada no negócio:
Não tem nada a ver com potencial criativo ou fazer enriquecer o seu Universo Cinemático...
Nope. Only money.
Se o Aranha perder o interesse nas camadas jovens (maior fatia dos espectadores), lá se vão os lucros de merchandise. Mais vale prevenir...



Algo que ainda não li por aí sobre o assunto:
Mais interessante que usar o Spidey no MCU, é todo o leque de vilões que ele suporta. Principalmente o mais relevante de todos: Norman Osborne. Haverá no tal acordo possibilidade de cruzarem esses personagens? E vice versa também interessa, porque Kingpin dava um jeitaço para um "Spidey Gang Wars...

E entretanto, coisas que já li hoje no fórum imdb sobre o negócio Spider-Man:

"Now that we know that that indeed was the end of the franchise, he ending of TASM 2 just got whole a new meaning. Think about it, camera cut to black, Sopranos style, seconds before the death of the main character. Andrew Garfield's Peter Parker, The Amazing Spider-man, died fighting the Rhino. Probably out of shape after moping over Gwen for five months. A fitting end to the franchise."

"Seeing how Marvel wants to distance this from the current series by getting rid of Garfield and doing a soft reboot, it only makes since that they won't keep the name: Going to become Spectacular Spider-Man?"

07/02/15

Teaser TCN 2015

Quem assistiu à cerimónia já teria visto em primeira mão o visual da próxima entrega de prémios TCN. Agora que o Carlos Reis anunciou mais novidades relativas a 2015, venho eu falar um pouco sobre este cartaz...


O poster apresentado é ainda o TEASER POSTER dos TCN 2015, promovendo o evento até meados de Setembro, altura em que será finalmente revelado o Cartaz Final. Como podem prever, fui altamente influenciado por Star Wars (tanto mais que o novo filme estreará um mês antes da nossa cerimónia, por isso o timing é absoluto), e é muito reminiscente do teaser poster de Return of the Jedi:

O poster final será certamente em redor do tema, por isso, vão preparando os vossos corações!


06/02/15

Jupiter Crashing

Jupiter Ascending, ora bem, por onde começar?... "MUITA PARRA, POUCA UVA".
Ok, fechei a loja
.
.
.
... Hum, vá, mais umas palavritas:
Obra genérica, com todos os clichés que os deuses blockbusterianos nos deram nos anos 90, com as suas donzela em apuros, vilões over-the-top e sequências de acção desmioladas. E para me relembrar constantemente que este filme até seria um pedaço de bom cinema lá em... 1991. Faltava ser protagonizado por Rob Lowe e Erika Eleniak para o pacote ser completo.

Enquanto o via, estava constantemente a pensar em John Carter. Àparte as futuras semelhanças do óbvio mega-flop de box-office, só via "realezas, roupagens victorianas e criaturas darwinianas" à minha frente. Estamos no espaço, caraças!
Tem ali diversos pormenores que não irei spoilar, mas desde referências a 2001, a cameo de um certo realizador, cultura popular sobre extraterrestres a rodos... Há sempre alguma coisa a entreter.
Mas que mais sobra depois do final do filme? Muito pouco. Tem demasiado barulho para se destacar do resto dos filmes F-C que têm surgido estes últimos anos (muitos deles com uma notória inteligência) e será rapidamente esquecido. E os Wachowski deverão seguir o mesmo caminho.

Para finalizar, a imagem é para todos aqueles que teimam em escrever o meu nome de forma errada:
(Eu fui ver o filme porque não paguei bilhete. Smart move...)

A estática continua a mesma

Vamos esclarecer a confusão que há por estas alturas em relação à palavra Remake e Reboot.

Porque agora toda a gente diz REBOOT como quem masca uma chiclete (É como as Selfies, quando tiram fotos em grupo...) O novo trailer de POLTERGEIST mostra-nos um verdadeiro Remake. Tudo é igual, apenas com a diferença da TV ser agora um LCD FullHD e a senhora do "This house is clean" passar a ser um homem com cara de padre. Os momentos altos do original, esses, estão lá todinhos.


Obviamente que não é um reboot, meus senhores. Agora se o filme será bom? Só vendo. Mas o de 1982 ninguém mo tira. Esse é intocável.

04/02/15

The Man in the High Castle (2015)

Vi ontem o episódio que inicia a série baseada no livro de Phillip K Dick.
O conceito é simples: E se os Nazis tivessem ganho a guerra?

(O texto seguinte apresenta alguns spoilers quanto ao episódio)
Este mundo alternativo passa-se nos anos 60 e apesar do universo distópico, vi ali algumas semelhanças com a realidade. O mundo foi dividido em duas facções (alemães e japoneses) e os Estados Unidos foram desmembrados em diversas partes pelos vencedores da guerra. Há uma certa tensão entre as suas potências, com a ameaça nuclear a pairar entre eles.
Vêem alguma semelhança? Ora entre nós tivemos o mundo dividido em duas facções: NATO e URSS, com a própria Alemanha retalhada por entre os Aliados. Porventura se formaram a RDA e RFA. E a tensão entre superpotências não é nada mais que a Guerra Fria. Anos 60... A ficção em paralelo com a realidade, menos assustadora que poderia parecer.

Espero muito que a série seja seleccionada pela Amazon TV para seguir em frente, já que é um dos episódios-piloto em pré-selecção. As críticas foram excelentes e os ratings foram favoráveis. Vamos torcer para que sim.


02/02/15

Finish him!

Mortal Kombat (1995) passou ontem na RTP1.
 Envelheceu mal? Sim um bocadinho. Na verdade, não. Já cheira a xunguice temperada...

Não sou muito fã do género gore, mas para uma nova versão eu daria uma olhadela a um novo filme. E que nova versão falo eu? Uma espécie de Saw meets Battle Royale: A realidade é que a malta só dá valor a MK por causa dos "Fatalities". E ultimamente os jogos têm sido bastante criativos/sangrentos e é uma pena que não aproveitem a dica para expandir para o cinema.
Porque não fazerem um filme em que essas mortes são o ponto principal de interesse? Resultou com a série Saw, não?

Vejam o vídeo que partilho (se não forem susceptíveis a tal) e imaginem uma adaptação cinematográfica que usem alguns dos melhores Fatalities do jogo e inventem outros inéditos para o filme... Os meus favoritos? Os demonstrados em 1:47 (goriest mode) e 2:15 (minimalista mas simplesmente hilariante).

30/01/15

Realizadores que precisam de um "hit" na carreira

Por vezes um estrondoso sucesso de bilheteira significa uma carreira prolífica no cinema. Quantos perderam o direito de filmar com regularidade porque o seu último filme não resultou?

Durante muito tempo via Guy Ritchie como um gajo à procura de um sucesso de bilheteira, e tal aconteceu com Sherlock Holmes. Hoje ele consegue escolher os seus projectos com mais escolhas e um certo alívio artístico...
Ridley Scott regenerou-se na passagem do milénio depois de uma travessia no deserto, Scorsese agora anda na mó de cima com as participações de diCaprio, Danny Boyle conseguiu o seu com Slumdog Millionaire e Spike Jonze teve o Her (sort of...)
E mesmo David Fincher vai conseguindo ganhar uma plataforma sólida de fãs (Gone Girl é agora o seu maior sucesso de bilheteira)
Quem precisa agora de ultrapassar esta "linha de segurança":



Oliver Stone
Não faz um filme digno de referência desde... 1999! Any Given Sunday foi a sua última obra que caiu nas graças da malta e tudo o resto descanbou. As bilheteiras nunca foram espectaculares, mas quando os dólares não andam de mãos dadas com os prémios e a crítica, a filmografia sofre.






Francis Ford Coppolla
Numa espécie de "reforma", Coppola andou a brincar aos "indies durante algum tempo. Dracula saiu em 1992. Wake up, man!









Andrew Niccoll
Nunca tendo conseguido sair do rótulo de "promessa", Niccol deverá explodir num blockbuster inteligente não tarda nada. Ele merece e tem andado com algum azar. Ou se dá com as pessoas erradas (Stephenie Meyer e o seu The Host) ou o conceito não passou da curiosidade (S1m0ne, In Time). Espera-se um bom produtor e um óptimo elenco. Do resto, ele consegue tratar.






Terry Gilliam
O eterno azarado. Dificuldades nas filmagens (infernais, é a palavra certa), flops nas bilheteiras, Gilliam nunca foi um nome reconhecido pelo grande público. Se Tim Burton consegue toda esta popularidade, porque não dar alguma ao pobre Terry? Vá lá, uns cifrões para o senhor...








John Carpenter
Deveria eu estar a falar desta pérola perdida no passado? Carpenter é sinónimo de Anos 80 e as suas obras medíocres nos 90' cortaram-lhe as hipóteses de filmar regularmente. Precisa ele de um "Ressurection Career"? Um filme que recuperasse aquela magia inicial, para se despedir da Indústria com um sorriso triunfal...







Edgar Wright
Um dos nomes mais flagrantes da lista. Estaria perto de atingir o objectivo não fosse a sua desistência de Ant-Man para a Marvel... A sua filmografia está recheada de filmes com imensos seguidores, mas tudo num registo "de culto". Estará ele preparado para o "Fortune and Glory"? Ofereçam um Blockbuster ao menino.







Michel Gondry
Ora nos States ora em França, Gondry ontercala os seus filmes mais comerciais com as pequenas peças de "auteur" da sua pátria. Ganhou reconhecimento com o excelente Eternal Sunshine of the Spotless Mind, mas perdeu o direito de entrar no Hall of Fame quando desperdiçou o seu bilhete de entrada com o blockbuster Green Hornet. Damos mais uma hipótese ao rapaz, ou ele é mais direccionado para os nichos de mercado?





John McTiernan
Action-Destroyer dos eighties, teve uma década prolífica no segmento de filmes do género. Last Action Hero tirou-lhe algum gás e a partir daí foi uma montanha russa com algumas conquistas (Die Hard 3 e Thomas Crown Affair) e muitas desilusões (Rollerball acima de tudo). O processo legal de que foi alvo arruinou-lhe quase uma década ea  sua permanência na cadeia rasgou-lhe um outro ano. Agora vai voltar em 2015 com Red Squad. Não terá a mínima hipótese no box-office, mas já é um recomeço...

Mr Anderson... You are an artist!


28/01/15

Poster Caseiro: "Especial Oscars 2015" #3 Birdman

Vamos para altos voos?
Team Birdman ou Team Boyhood?
Os segundos deverão esperar mais uns dias. Os primeiros, bem... regalem-se!
O terceiro poster é para o bichinho que anda a ameaçar roubar toda a cerimónia de 22 Fevereiro.

BIRDMAN (2014)
O antes famoso actor de super-heróis Batm... heur, Birdman, tem a sua cabeça feita em água enquanto prepara a sua estreia no teatro da Broadway. E o bichinho que lhe atazana a cabeça de cada vez que se põe a remoer no passado...
Olha, está ali o cuco. Piu Piu!


Também visível nas páginas do Facebook e Deviantart.

Ted 2 coming this Summer...



Começo bem o dia quando leio um comentário sobre Ted 2:
"You notice how Seth MacFarlane's list of movies is sort of like Pixar's so far. First he does a movie centered around a toy (Ted/Toy Story), then he does a story about the little guy saving his village (A Million Ways To Die In The West/A Bug's Life) and then you do a sequel to the first movie (Ted 2/Toy Story 2). Can't wait for Seth MacFarlane's "Dirty Sexy Monsters"

25/01/15

Os "ficheiros perdidos" de Perdidos

LOST fez 10 anos há alguns meses.
E enquanto chafurdava no meu PC encontrei umas raridades minhas nunca divulgadas (tal como quando descobri aquelas pérolas da TV 7 Dias).
Na altura, quando todos andávamos viciados com a série, eu andei a brincar com a mitologia e criei alguns crossovers por pura brincadeira. Deixo-vos alguns dos melhores exemplos em imagem, tudo material em bruto e em ideias soltas, de um trabalho que nunca chegou a ser concluído...


Back to the Future
Ao "viajar", há um clarão no céu.
O esboço do Flux Capacitor está retratado no diário de Daniel Faraday







Blair Witch Project 
(Found Footage na ilha)
Eles ouvem murmúrios na floresta.
Vêem aparições de familiares já falecidos.





Die Hard
"He was on the flight Oceanic 815,  he was on the wrong place at the wrong time!"
Now John McLane must to avoid the Others to attempt a brutal attack at the survivors...
"Yipy-kayeah motherfucker!" Before he blows up the Ohers.
The Others captured Sawyer trying to destroy the Dharma Initiative.





A Nightmare on Elm Street
(Nunca cheguei a fazer o poster)
Na aldeia dos Outros, há pessoas a ter visões e mortes misteriosas.






Indiana Jones
A nova aventura leva o arqueólogo à mítica Ilha Perdida, onde irá encontrar os artefactos milenares pertencentes aos deuses.





Jurassic Park
Investidores gananciosos decidem criar um parque de dinossauros numa ilha tomada por misteriosos acontecimentos. E num ápice, tudo corre horrivelmente mal...




The Matrix
Ben multiplica-se (como o Agent Smith)
Neo vai quebrar o mundo virtual (a Ilha) e voltar ao mundo real (Estados Unidos)
O Arquitecto está na Pearl Station.




Pirates of the Caribeans - Curse of the Black Rock
Trocar o Smokey pelo Kraken
O tesouro encontra-se dentro da Escotilha




The Simpsons
Losties "gag couch"
TV de genérico a dar a queda de avião
Chaminés nuclear na selva





Entre outros crossovers que andava a planear, havia mais títulos para todos os gostos e criatividade de sobra para fazer render o peixe:
X-files - I want to be lost
Rambo (todo o tipo de explosões que a série teve, foi obra do Rambo)
King Kong
Alien
007 Another Day to Survive (James Bond vs D.H.A.R.M.A.)
Friday the 13 (Crystal Lake na ilha)
Predator (A nave alienígena despenha-se na ilha após Desmond rodar a chave. Fica então a fazer caça nessa selva. Os Losties ficam então à mercê do alien, que se tenta camuflar. Murmúrios, Predator frente a frente com o Smokey e vê Hurley em heath vision)