28/10/05

Main Title Credits

TITLE DESIGN
O genérico de abertura - opening credits - pode ser o momento mais importante num filme. Para além de trailers e elementos de marketing, são as primeiras imagens que um espectador vê quando as luzes se apagam. Os genéricos são por muitas vezes a última coisa na mente de um realizador, e para os produtores são geralmente algo a fazer o mais barato possível. Enquanto que a pós-produção custa cada vez menos no orçamento, a tecnologia necessitou produzir estas sequências cada vez mais acessíveis e generalistas. Uma segunda vaga de designer começaram a emergir. Nesta categoria há dois nomes incontornáveis a não esquecer: Saul Bass (a referência do passado) e Kyle Cooper (o génio da actualidade).

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Primeiro de tudo, alguns exemplos de memoráveis e clássicas sequências de créditos iniciais:

Série James Bond
Não me façam falar nestes clássicos... Maurice Binder, a mente por detrás da grande maioria dos genéricos de 007 foram muito criativos e coloridos no início, mas com a mudança para Daniel Kleinman logo evoluíram para o digital, acompanhando as novas tendências digitais. Desde "Dr. No" a "Die another day", é ver com os próprios olhos, é ver para crer... Espantoso! Descubram tudo AQUI.


Star Wars
Quem não conhece esta famosíssima abertura? A frase "A long time ago..." seguido do Título colossal e épico STAR WARS. Pouco depois, o prólogo atravessa todo o ecrã até desaparecer na escuridão do espaço, para depois centrar a acção numa nave que se aproxima. Revolucionou o modo de abrir um filme, antigamente com os clássicos e obrigatórios créditos iniciais de toda a equipa técnica...

The Pink Panther
Da "DePatie-Freleng Enterprises", o genérico colorido acompanhado pela famosíssima melodia de Henry Mancini até gerou uma série com a própria pantera animada. Muita da futura animação passou por aqui...

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Sem ordem de preferência, aqui vão alguns dos mais interessantes:

Casino

Com Saul Bass ao lado de Martin Scorcese, regularmente parceiros neste tipo de trabalho, criaram um espectáculo visual: de Niro entra no carro, este explode com ele no seu interior e as luzes de Las Vegas fundem-se com o corpo à deriva pelos ares. Podem ver toda a sequência fotográfica AQUI!

Enemy of the state
Qual vídeo experimental, onde duas imagens não dariam para ilustrar a sequência.A videovigilância como Big Brother aéreo é o tema de abertura, uma amostra das possibilidades das agências governamentais do filme em questão. Um “COPS” à MTV tipo videoclip, que iniciou aqui o estatuto de Tony Scott como estilista visual: O tratamento da imagem com tons monocromáticos e clips retalhados.
.
Catch me if you can
Design muito retro, homenageando os clássicos de Saul Bass e relembrando os da Pantera cor de rosa. Criado pelos franceses Olivier Kuntzel & Florence Deygas, com uma proposta de Spielberg: A de mostrar em animação um jogo do gato e do rato.

Road to ElDorado
Explosão cromática. A reexploração fantasista da animação sixties. Por vezes faz lembrar o estilo de “Yellow Submarine” dos Beatles, com alguma ajuda do 3D pelo meio...


Panic Room
Vários planos de New York com o lettering integrado na cidade. Gerados em 3D com um realismo impressionante, os pontos de fuga, perspectivas e efeitos de luminosidade que provocam entre os edifícios são de uma beleza e simplicidade extrema.


Conspiracy Theory
Fiquem (muito) atentos ao genérico: É que passa tão despercebido e é tão discreto durante a abertura que acaba por resultar muito bem, quando integrado no filme. Os créditos aparecem em forma de sombras, reflexos e jogos de luzes.

Monty Python
Criados por Terry Gilliam, há actualmente uma reutilização deste estilo de animação no genérico da famosa série "Desperate Housewives".
Delicatessen
A ideia de usar objectos (ou símbolos) ligados a cada área/profissão dos creditados, tornou-o diferente dos demais. Jeunet repetiu a experiência em "Fabuloso destino de Amélie".
-------------------------------------------------
Actualmente a presença mais poderosa e criativa dá pelo nome de Imaginary Forces, gerida por Kyle Cooper, a mente por detrás de títulos como True Lies, Mission: Impossible, Eraser, Twister, The Mummy, entre muitos outros... Os créditos iniciais que se seguem saíram dos "dedinhos" desta malta:

Seven
Este já um clássico, inspirou muitos outros do mesmo estilo. Kyle Cooper ergueu um design largamente seguido posteriormente. Este Title Design de Seven foi já chamado de “obra-prima de demência” onde o visual sombrio, psicótico e macabro cria uma sequência de antologia para a história do cinema.

Vejam AQUI!

Mimic

O “irmão” de Seven, demonstrou mais uma vezas potencialidades do novo método de Kyle Cooper, com estilismo “sujo” e imagens retalhadas que compõem o vídeo. A partir daqui todos o quiseram imitar...


Dead man on campus

Manual em formato exame escolar de como matar/suicidar alguém. Tão divertido como perigoso, este esquema utiliza várias simbologias dos testes académicos para demonstrar tais tendências cruéis.

Vejam AQUI!

Bedazzled
Introdução cómica, em que um “olho vivo”, qual Big Brother, caracteriza prontamente com análise-relâmpago cada indivíduo que por ali passa. Foi um daqueles genéricos que tive de rever por várias vezes, sem que com isso perdesse interesse.

Vejam AQUI!

Daredevil
Inteligente efeito o de usar as luzes dos edifícios transformando-as em linguagem braille, para depois formar os caracteres creditados. Simples e objectivo.

Vejam AQUI!

19 comentários:

Francisco Mendes disse...

O do "Catch Me If You Can" é fantástico e o do "Star Wars" é nostálgico.
Bela continuação, Edgar!

S0LO disse...

Realmente há genéricos iniciais bem interessantes :)! Vi ontem o "The Legend Of Zorro" e o filme começa logo bem com o genérico.

Cumps. cinéfilos

brain-mixer disse...

Estás a ver Francisco, como o "Catch me" cá está... ;) É que é uma abertura de créditos e não pertence a uma sequência de abertura referente ao post "Opening Sequences"

s0lo, já o primeiro filme acho que usava uns grafismos interessantes, mas não sei se era apenas para o trailer :\ aqueles rasganços com a espada que depois se torna em chamas.

Knoxville disse...

As três primeiras (Bond, Panther e Star Wars) são mitícas.

Das restantes pelo que me lembre a de Matrix também era bastante à altura e se não me engano um dos Indiana Jones também tinha uma espetacular. Mas pode ser a memória a trair-me :P

Um abraço!

brain-mixer disse...

Hum, knoxville, não estarás a fazer confusão com as aberturas? É que o Matrix (o primeiro) nem sequer tinha créditos iniciais :P

Os Indiana Jones tinha os créditos (simples e vulgares caracteres) inseridos na acção do filme.

Lisbon disse...

sabiam k o abertura de star wars foi "copiada" de outro filme kalker?

brain-mixer disse...

Mas a abertura onde a nave de Leia é atacada pelo Stardestroyer ou o genérico inicial?

Ah e Lisbon: Não me respondeste o porquê do meu link naquela zona do teu blog... :P

membio disse...

um que eu gosto também é do spider-man de raimi e o do aliens 4 tb é porreiro.

S0LO disse...

brain-mixer, esses rasganços com a espada tranformados em "Z" também aparecem neste segundo filme só que bem melhores...aliás, como todo o filme :)!

Abraço

André Carita disse...

O começo do Star Wars é realmente fantástico. Aquela música é de uma nostalgia arrepiante! :)
Os créditos iniciais de Panic Room em 3D são fantásticos e muito bem enquadrados! Gostei!
Um abraço Edgar! :)

brain-mixer disse...

O Spiderman 2 está melhor. Supera o do primeiro, com aquele resumo do primeiro filme em Ilustração (do grande Alex Ross!)

Estive ontem a ver o Sahara (Com o Matthew McConaughey) e fiquei surpreendido com o seu genérico: A câmara deambula pelo escritório tendo TODOS os objecto e detalhes focados e sem uma única tremidela na câmara. Cheira-me que foi realizado em 3D... Mas é que está tão realista e perfeito!

Sam disse...

Novamente, um post deveras interessante.

Quanto a outros filmes, recordo-me dos genéricos de Fight Club, Sleepy Hollow e Amélie Poulain.

Cumprimentos cinéfilos.

brain-mixer disse...

Yeps, também muito bons ;)

nuno disse...

vi esta semana o kiss kiss bang bang e o genérico é uma boa homenagem aos clássicos filmes de detectives.

dermot disse...

Faltam aí duas aberturas incontornáveis: Delicatessen e Napoleon Dynamite.

brain-mixer disse...

O Delicatessen esteve para ser incluído, mas como ainda não tinha visto o filme coloquei-o de lado... Até para o mais não tinha imagens para pôr eh eh :P

Mas é para isto que servem os comentários: Para darem a conhecer as vossas escolhas e toda a gente descobrir!

brain-mixer disse...

E Nuno, obrigado pela visita! Esse filme poderá ser o novo caminho de Shane Black? A realização após um longo currículo de argumentista...

nuno disse...

não sei se o shane black conseguirá seguir uma carreira de realizador, mas este é um filme bastante agradável, com constantes momentos de humor.

Anónimo disse...

miley cyrus nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/mileycyrus]miley cyrus nude[/url] paris hilton nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/parishilt]paris hilton nude[/url] kim kardashian nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/kimkardashian45]kim kardashian nude[/url] kim kardashian nude [url=http://www.ipetitions.com/petition/celebst]kim kardashian nude[/url]