11/10/05

Opening sequence



Um questionário que me veio parar há uns tempos aqui para as minhas bandas fez-me lembrar nas possibilidades das aberturas de filmes e genéricos iniciais. Logo me lembrei dos melhores momentos - onde tinha referido o Die Hard 3 - mas havia outros por contar... Assim, destaco aqui as melhores aberturas de filme, as sequências introdutórias que nos fazem logo agarrar ao filme e degustar o que se seguirá. Posso referir ao de leve os clássicos inícios de Indiana Jones ou de james Bond, e que posteriormente muitos outros vieram a tornar-se momentos de antologia.
(Os links para video estão nos títulos de cada filme, para YouTube)


1. Die hard with a vengeance
A apenas um minuto de filme, após cenas banais de New York, MacTiernan dá o tom ao filme: Uma das maiores explosões do filme rebenta com uma rua da cidade.


2. Contacto
Na altura, o mais extenso efeito CGI alguma vez criado: 3 minutos seguidos de travelling recuado partindo da Terra, passando pelas galáxias existentes no Universo e que cabem dentro de um olho cristalino. Fenomenal.



3. Fellowship of the Ring
Um dos melhores momentos da trilogia. Espectacular, fotografia colossal, a dar o mote para o que viria a seguir.


4. Snake Eyes / The Player
Brian de Palma filmou uma introdução assombrosa: Um plano sequência de 13 minutos contínuos que segue o percurso de Rick Santoro (Nicolas Cage) pelas instalações de um combate de boxe. Robert Altman fê-lo melhor, embora em 8 minutos mas sem qualquer corte no plano pelo meio do submundo dos estúdios de Hollywood. De Palma fez "batota" ao cortar de modo imperceptível em três planos onde aproveitou os "varrimentos" de câmara entre a multidão e corredores para fazer a união.


5. Cube
Sem sabermos nenhum detalhe do que se está a passar, o indivíduo é literalmente feito em pedaços. O mesmo efeito foi usado em Resident Evil...



Logo atrás, a merecer uma vista de olhos:

Scary movie 2
Eles deviam ter-se contentado com uma curta metragem... Uma óptima abertura gozando com o "Exorcista", mas o pior viria a seguir: Ultrapassou os limites do ridículo.

Swordfish
Como é possível que num filme que tenha uma introdução tão espectacular possa acabar daquela maneira?! Do céu ao inferno em hora e meia...

Austin Powers in Goldmember
Já falei dele nos "cameos", acho que é razão que baste para ser uma abertura do caraças!

Romeo + Julliet
Refiro-me não só à abertura como também os seguintes 15 minutos: Alucinante!

29 comentários:

Francisco Mendes disse...

Adorei acima de todos "Fellowship of the Ring". :)
Uma menção honrosa para os únicos minutos interessantes de "Saving Private Ryan" (os primeiros 25) e "Catch me if you can" (os créditos iniciais) do senhor Spielberg.

Assim de repente em 1 minuto é só... :)

brain-mixer disse...

Saving Private Ryan está numa daquelas situações em que tem uma boa sequência na primeira parte do filme, mas... Eu pretendo aqui na lista referir logo a abertura (ou sem créditos de rompante, ou antes dos créditos) "if you know what I mean..."

O "Catch me if you can"... Lê a última frase do post: Explica tudo!

membio disse...

Bom post e realmente o meu favorito foi o Lord of the Rings. Lembro-me de outros excelentes filmes, que podem não ter inicios bombásticos, mas prendem-nos passado pouco tempo depois, como é o caso de "Terminator", "Aliens", "Ice Age", "Ghost in the Shell" ou até mesmo "Sin City". Bons posts!!!!

Daniel Moreira disse...

parabens edgar vejo que avanças com o teu bolg de cinema a todo o gás. espero q actualizes o blog com coisas novas pois imaginação n te falta?! abraço colega!

Lisbon disse...

o polp fiction n teria lugar nesta lista?
ja´agora o irreversivel (estou apanhado pelo filme, pronto)começa pelos créditos finais tb tem drt a entrar (tens de ver este filme!!!)

Sam disse...

Post muito interessante. De facto, o início do filme é o que faz o espectador agarrar-se à história.
Continua o bom trabalho.

Cumprimentos cinéfilos.

P.S.: só uma breve palavra para o SWORDFISH, que é um filme de que até gosto bastante. Experimenta ve-lo novamente, tudo fará mais sentido...

André Batista disse...

Onde está aqui o momento inicial de "LOST IN TRANSLATION" !!??? Ai brain... escapou-te esta.. see ya ;)

Coutinho77 disse...

Faltam aqui dois assim de cabeça. Falas do romeo & juliet do Baz Luhrmann e esqueces-te dos magnificos delirios visuais iniciais de Moulin Rouge. E outro dos meus favoritos, Trainspotting.
Abraço!

David Santos disse...

tou com o francisco

o creditos iniciais do apanha-me se puderes e o inicio brutal do soldado ryan tem de merecer destaque nesta lista

Miguel Baptista disse...

Boas escolhas, mas falta-te aí a fantástica cena inicial de Kill Bill vol.2 e a cena inicial de Magnolia.:-P
Um grande abraço, Edgar!

brain-mixer disse...

Ainda bem que há muitas opiniões diversas! É do modo que são divulgados outros filmes que não estão nesta lista.

Lisbon: O Pulp Fiction começa muito cool mas por mim não se enquadra numa sequência espectacular... O Irreversible, bem... Ainda não o vi, mas não falta muito ;)

Sam: Ao fazer este post, revi (algumas cenas) o filme. Na segunda vez, acho que só me ficou na memória as cenas de acção, que até são muito boas. O resto foi como ver um episódio repetido da 1ª companhia, eh eh!

A. Batista: Não me batas, mas ainda não o vi! :( Mas a tua palavra faz justiça a todos os que concordarem contigo.

Coutinho77: Pois... O Moulin Rouge é muito 'mexido'! Mas ainda assim preferi referir o R+J. Ficou a tua nota aos filmes.

David Santos: Volto a repetir o que disse ao Francisco sobre o SPR, quanto ao Catch me... Já vem! Daqui a uns tempos, quando falar dos créditos iniciais! É que é de outra categoria, outra arte.

Miguel: Esses também merecem estar na lista, sim. Mas são tantos que tive de escolher os MEUS preferidos ;) Espero que compreendas!

André Batista disse...

Ainda não viste o LOST IN TRANSLATION ???? O quê, o QUÊ??! Brain... o que posso dizer... isso é uma grande falha pá.... bem, espero que o vejas a tempo de o colocares no Top... ;) See ya

brain-mixer disse...

Mea Culpa... Que queres...? Isso não é crime nenhum, ao contrário de um colega meu que afirma nunca ter visto o Top Gun. :D. Isso sim, é revoltante. Um filme com quase 20 anos...

David Santos disse...

lembrei de outros k gostei.

O inicio do Arma Mortifera 2 e 3 são uma mocada

brain-mixer disse...

O terceiro Lethal é explosivo. Talvez o melhor do filme. O quarto não lhe fica muito atrás, eh eh.

David Santos disse...

ah......
e o inicio do
Instinto fatal, quem é que depois não ker ver o filme até ao fim?

brain-mixer disse...

Pois... Sexo e violência num só momento! eh eh! ;)

Knoxville disse...

Só te faz bem não teres visto o Lost In Translation! Acima o Top Gun!

Quanto à lista Edgar, concordo com o Die Hard mas de resto certamente houve bastantes filmes que me fizeram salivar muito mais de início de que os restantes que mencionaste.

Um abraço!
Knoxville!

H. disse...

eheh, curiosas escolhas... mas de todas as que mencionaste a minha escola pessoal é mesmo «Romeo & Juliet», a forma como o Lhurmann apresenta as personagens cm se fossem os actores é originalissima e cativante. e a música... fabuloso. (mesmo para cépticos da história de amor shakespeariana)

brain-mixer disse...

Mas hei-de ver o Lost in translation... Juntamente com o Irréversible, são dois a ver proximamente.

O R+J já perdeu um pouco a força da introdução, um bocado devido à MTV e ao ritmo electrizante da TV dos nossos dias. Mas é um óptimo filme, mais não seja para os que não gostam das adaptações dos anos 40...

André Carita disse...

Ah Edgar, fiquei feliz por ver que não te esqueceste do fantástico Cube de Vincenzo Natali :)
O conteúdo da sequência introdutória - sem grande relevo para a narrativa que se segue pós-créditos iniciais - é, sem dúvida, aquilo pelo que este filme ainda é muito recordado! :)
Um abraço!

Sam disse...

Brain, gostava de te colocar uma pergunta: onde arranjas essas imagens de filmes que não se encontra em mais nenhum lado?

Fiquei curioso...

Cumprimentos

brain-mixer disse...

Sam... Para um bom post, um óptimo trabalho! Nada mais simples: Snapshot dos filmes (Tenho em DVD ou DivX). Como podes reparar, só o Snake Eyes e The Player não tenho (só em VHS e dava muito trabalho recolher as imagens) ;)

dermot disse...

Concordo a 100% com o Die Hard. É um contraste fantástico e um início arrebatador para um filme cheio de adrenalina.

Mas não posso deixar passar uma coisa. Escrever "fez-o" é mau demais.

brain-mixer disse...

Ai o meu português... Está corrigido, dermot! Obrigado pela correcção ;)

dermot disse...

Não leves a mal, não é querer estar a emendar erros ortográficos, eu também os dou.
Mas esse caso era grave :P

membio disse...

a propósito de inicios de cortar a respiração, lembrei-me agora de "Vertical Limit" de Martin Campbell, com uma escalada de montanha que foi coisas mais tensas que assisti nos últimos anos.

brain-mixer disse...

Quanto a cenas desse tipo, prefiro o Cliffhanger do Stallone (O último bom filme do rapaz): A excelente montagem e o suspense criado nas alturas é do melhor que pode haver ;) A melhor cena do filme e uma sequência de antologia...

Anónimo disse...

Very nice site! film editing classes