19/12/06

101 personagens de FICÇÃO mais influentes


Uma personagem de ficção é resumidamente no mundo do real qualquer pessoa, identidade ou entidade que a sua existência é originada por uma obra ou actuação fictícia. Ora, foi por aí que 3 escritores pegaram para publicar um Top de 101 personagens não-existentes que mais influenciaram o modo de ver e viver o nosso mundo. Dan Karlan, Allan Lazar e Jeremy Salter escreveram em 336 páginas uma lista onde se encontram nomes tão famosos da população. Desde os livros, cinema ou mesmo cultura popular, a obra percorre por diversas épocas e locais onde estes fictícios "existiam":

Top 50 de 101:
1. The Marlboro Man
2. Big Brother
3. King Arthur
4. Santa Claus (Pai Natal)
5. Hamlet
6. Dr. Frankenstein's Monster
7. Siegfried
8. Sherlock Holmes
9. Romeo and Juliet
10. Dr. Jekyll e Mr. Hyde
11. Uncle Tom
12. Robin Hood
13. Jim Crow
14. Oedipus
15. Lady Chatterly
16. Ebenezer Scrooge
17. Don Quixote
18. Mickey Mouse
19. The American Cowboy
20. Prince Charming
21. Smokey Bear
22. Robinson Crusoe
23. Apollo and Dionysus
24. Odysseus
25. Nora Helmer
26. Cinderella
27. Shylock
28. Rosie the Riveter
29. Midas
30. Hester Prynne
31. The Little Engine That Could
32. Archie Bunker
33. Dracula
34. Alice in Wonderland
35. Citizen Kane
36. Faust
37. Figaro
38. Godzilla
39. Mary Richards
40. Don Juan
41. Bambi
42. William Tell
43. Barbie
44. Buffy the Vampire Slayer
45. Venus e Cupid
46. Prometheus
47. Pandora
48. G. I. Joe
49. Tarzan
50. Captain Kirk e Mr. Spock



A crítica enuncia boas leituras de um livro original, com uma discussão animada e uma escrita viva, sublinhando as selecções dos 101 nomes como provocadoras e subjectivas.
É mesmo na escolha dos diversos nomes que os leitores apontaram o dedo às supostas inúmeras falhas. Chamam a atenção de que Superman está pior classificado que Batman, que Spiderman nem sequer está na lista, nada de Darth Vader. e há quem reclame por Jack Bauer e Keyser Soze. Cinema à parte, o Papão "Boogeyman" é referido como falha culminante por não se encontrar na lista (as crianças que o digam), outros ironizam que "what? no Oussama Ben Laden?" (Já que não o encontram, é suposto não existir, ehehehh). Já mais polémico são as exigências de alguns em incluir Deus na lista por ele pura e simplesmente não acreditarem na sua existência. Para concluir, em todo o mundo há os alcunhados John Doe, Fulano e Zé Ninguém...

Uma leitura interessante para os dias frios e natalícios que se aproximam!

4 comentários:

André Carita disse...

E o Pac-Man?!?!? :(
O primeiro personagem a surgir nos videojogos que tanta euforia causou pelo mundo fora. Uma verdadeira metáfora ao consumismo, principalmente numa época tão propícia como é a do Natal! :)

Um grande abraço edgar, e bom natal! :)

Francisco Mendes disse...

O Marlboro Man em primeiro?! Não contem comigo. :)

Feliz Natal Edgar!

Lua Obscura disse...

Bem curioso!

Bom Natal!!!

brain-mixer disse...

Tens razão, André! Toca a encher o papo!! (E atenção com as intoxicações alimentares :P)

Francisco, INFLUENTES, INFLUENTES! Eu também torci o nariz, mas pronto... Eles lá sabem como vender livros.

Lua, se gostaste, procura a lista dos personagens de ficção mais ricos. Até deu nas notícias há umas semanas ;)

Boas Festas para todos!!
Oh oh oh oh!!