03/10/08

Críticos...

Não vamos de modas e sigamos para as comparações. Para lá das (poucas) parecenças físicas destes dois críticos, são ambos cultos, inteligentes, frios, anormalmente distantes da euforia e nunca se lhes viu um sorriso nos lábios...



Apesar de tudo, no filme da Pixar o triunfo dos sentimentos mais humanos acaba por transbordar àquele senhor mestre da culinária. E o nosso crítico nacional?
Sem querer humilhar ou envergonhar alguém (e isto não é um ataque pessoal ao João Lopes, que não fiquem dúvidas), serve este pequeno texto para dizer que a cinefilia não é só falar. É também viver, sentir, divertir-se com o cinema.

É de um talk-show cinematográfico que nós precisamos. Eu peço por isso...

5 comentários:

The Joker disse...

Tenho um imenso respeito pelo senhor João Lopes, mas nunca tenho as suas opiniões em conta pelo simples facto de quase nunca concordar com as suas críticas. O senhor João Lopes é do típico crítico que tudo que é americano e tem muito dinheiro, não presta. Em tantos anos de Premiere nunca o vi a gostar de um blockbuster! Nunca! Enfim, críticos assim, dispenso. Que me desculpe o senhor João Lopes, mas só estou a ser sincero...

brain-mixer disse...

Bem, por acaso isso não está certo... Ainda este verão pôde-se confirmar que adorou o Speed Racer (a ponto de lhe atribuir 4 estrelas) e não desgostou o Wanted. São apenas dois exemplos de quem sabe o que gosta e não tem medo de o demonstrar, apesar das opiniões generalizadas dos restantes críticos.

Mas em causa está o principal rosto da crítica cinéfila da televisão portuguesa (muito graças ao Cartaz da Sic Notícias), que pura e simplesmente não exprime emotivamente essas preferências. Pode-se dizer que é da "classe jornalística", mas... Não estarão então os jornalistas inaptos para opinar no quer que seja?

Abraço Jocker

jbm disse...

Hey... eu também pertenço à classe jornalística! (seja lá o que isso for).

Eu sinceramente deixei de respeitar (ou pelo menos de respeitar tanto) o João Lopes desde que ele co-escreveu o guião de um desastre (a tantos níveis que nem vou falar disso) chamado 98 octanas.

The Joker disse...

Brain-Mixer:

Gostou? Então isso é uma grande surpresa para mim!Mas alguma vez o homem haveria de gostar de um blockbuster pipoqueiro... Mas volto a dizer que apesar do respeito que lhe tenho, não o tenho muito em conta. E concordo plenamente quando dizes que o homem não demonstra emoção nenhuma! Demonstra uma frieza impressionante, mesmo quando fala de filmes que gostou! Eu cá quando falo de filmes que adorei, os meus olhos até brilham!

Abraço

brain-mixer disse...

JBM, sempre achei estranho os críticos colaborarem no que diariamente analisam. O que resta depois? Ele próprio analisa o seu próprio filme? É uma antítese, é irracional :P

Joker, aquela frieza pode ser apenas da sua personalidade... Quem quer um crítico divertido para a TV, como eu peço? Ehehehh

Abraço!