19/05/09

10 Mandamentos do Cinéfilo Purista

O que é um cinéfilo nos dias que correm? Apesar de haver quem discuta como um cinéfilo deve agir, o que deve ver e mesmo o que deve fazer em sociedade para reunir essas qualidades, um cinéfilo deve ter algumas bases fundamentais para se classificar como tal.
Com o tempo, fui reunindo algumas "leis" que tenho decidido serem importantes para o mais comum dos cinéfilos. Mas esta lista de dez resume o que um cinéfilo "hardcore" deveria acompanhar. Leiam e comentem. Faltará aqui alguma mais importante que as enunciadas?




1. Não contarás, explicarás ou proferirás em voz alta o final do Sexto Sentido.
Refere-se a contar o final a quem não tenha visto o filme. Abrange todo e qualquer twist-surpresa no final de qualquer filme.

2. Não confessarás ter visto The Grudge enquanto ainda não viste sequer The Exorcist.Ou American Pie em detrimento de Porky's, ou Notting Hill em vez de Casablanca... O cinema clássico é para ser descoberto. O passado faz parte da história e da memória da sétima arte. Não se é para esquecer ou fazer-se desentendido enquanto é habitual esse ir ao cinema ver absurdidades como Meet the Spartans, RedLine, ou tal.

3. Não falarás em voz alta ou ao telemóvel, comer pipocas e sorver o refrigerante como um alarve durante uma sessão.E aplica-se a tudo quanto possa incomodar o espectador do lado. Arrisca-se a ser alvo da fúria de uns quantos e ser expluso vergonhosamente pelo contínuo da sala. Ou ser a chacota lá no trabalho/escola devido aos vídeos colocados no youtube desses mesmos vergonhosos episódios.

4. Não considerarás a Paixão de Shakespeare como o justo vencedor dos Óscares em '99.
Quem não viu ainda O Resgate do Soldado Ryan está a infringir o mandamento nº 2. A partir daí e como já ninguém se lembra daquele filme com a Gwyneth Paltrow, é do conhecimento geral que o filme de Spielberg foi (e é) um dos melhores filmes jamais feitos.

5. Não seguirás a saga Star Wars por ordem numérica.Como qualquer indivíduo racional sabe, as aventuras dos Skywalker é para se seguir pela ordem cronologicamente produzidos: 4, 5, 6, 1, 2, 3. As revelações de ordem genealógica e a radical mudança de efeitos visuais tornam difícil uma melhor percepção de toda a saga para quem quiser seguir pelo capítulo 1, 2, 3, 4, 5 e 6.
Eu próprio obrigarei os meus descendentes a seguir esta Lei do Cinema.

6. Respeitarás os gostos cinéfilos do próximo.Isso é sinónimo de não gozares ou fazer troça de alguém que diz ter gostado dos filmes do Harry Potter ou não achar o Dark Knight particularmente bom. Respeitar o outro é o respeitar-se a si mesmo. Críticos de elite incluídos (todos juntos no mesmo saco de pancada).

7. Assistirás e relembrarás Kill Bill como um só filme.
Kill Bill não são dois filmes, não é nenhum díptico, não tem sequela, nem nº1 e 2 no título. Kill Bill é filme de 4 horas e 7 minutos, Tarantino e os Weinstein decidiram estrear a metades com medo de ser considerado demasiado moroso.
Tal como se aplicou no passado a outros épicos como 1900 e Era uma vez na América, ambos lançados nas salas partidos ao meio.

8. Recusarás veentemente visionar King Kong de 1933 a cores.
Como alguns saberão, a técnica Film Colorization foi por algumas vezes utilizada em clássicos como este King Kong, Night of the living dead (1968) ou Casablanca (1942) - ou qualquer outro desta lista - E foi por diversas vezes criticado pela sua controvérsia em relançar filmes originalmente filmados a preto e branco. Se isso retira a sua aura de misério, ambientes trabalhados e contrastes intencionais, pior ainda se obtém no filme do gorila gigante: Os dinossauros passam a ser plasticinas verdes e rosas fluorescentes...

9. Resignarás a toda e qualquer obra dobrada e preferirás as versões legendadas.
Marlon Brando e Al Pacino perdem todo o fulgor vindo da boca de estranhos patetas e monocórdicos. Felizmente para os portugueses, o hábito é geralmente manter a integridade artística da obra. (Pode haver sim, uma tolerante excepção no caso da animação, mas com a promessa de virem a rever o filme na sua versão original)

10. Não renegarás à sala escura do cinema.Multiplex ou apenas a sala lá do bairro, este local de ritual é para se visitar regularmente. A pirataria é a tentação da facilidade e do abuso intelectual. O DVD, enfim, é o culto da preguiça.
Vai ao cinema!

11 comentários:

Sam disse...

10 vezes de acordo com os Mandamentos.

Edgar, dever-se-ia, mesmo, edificar uma religião a partir destes enunciados! :)

Abraço.

Jackie Brown disse...

lol
são um bocado subjectivos,os mandamentos,mas muito originais:P

looT disse...

LOL

Começas logo com algo que me aconteceu ahhh fiquei tão lixado quando me contaram o final do sexto sentido.

brain-mixer disse...

Sam, religiões não... É que depois temos de aderir aos "momentos Zen", às ideologias fanáticas e às petições para "um mundo melhor" LOL
Isso não servia para mim ;)
Abraço!

Jackie Brown, originais não! Essenciais! Eheheh. Obrigado pelo comment ;)

LooT, devias levar esse gajo ao Confessionário :P
Cumps!

Victor Afonso disse...

Não está mal pensado, não.

close-up disse...

bem, apoiando ali o jackie...alguns podem ser mesmo subjectivos... mas este é um dos melhores posts que tenho visto aqui no teu estaminé :D excelente, divertido, verdadeiro e acima de tudo...digno de um VERDADEIRO apaixonado do cinema;) grande bain, parabens ;)

beijinho!

brain-mixer disse...

Vitor e Close-up, ainda bem que gostaram. Se tivessem mais algum para incluir, qual seria?

Andreia Mandim disse...

Muito bom post...concordo com a totalidade. E deparei-me a pensar, que penso exactamente o mesmo que tu em alguns casos...Afinal não estou sozinha no mundo.
Sugeria que fosse incluído no grupo de bloggers, parece-me mesmo um elemento muito didáctico e que todos deviam ter presente, a parte dos gostos :)

eu acrescentaria um 11.Não fazer spolier aos filmes que pretendemos ver no cinema, só porque a maioria das pessoas preferiu não esperar e vê-lo sem grande qualidade, e principalmente não continuar a falar e a dizer que não estão a contar nada que não viesse na sinopse.

cumprimentos,
http://cinemaschallenge.blogspot.com/

ArmPauloFer disse...

Realmente são uns 10 mandamentos à maneira, mesmo que alguns sejam muito subjectivos, não deixam de ser pertinentes imensas das observações.

Também concordo com o sugerido 11º mandamento... é que há "quem" não se contenha com o entusiasmo e diga coisas a mais sobre filmes acabadinhos de ver (mesmo que não sejam spoilers efectivos) e sem irem ao cinema.

Sugestão 12º mandamento: todo o "cinéfilo-blogger" deve amar o seu blog e ser-lhe fiel. Deve também visitar os blogues dos outros "a miúde" e deixar um comentariozito de longe a longe. No seu espaço deve responder sempre pois nunca fará mal a ninguém... E cuidado com essa armadilha de nome "Facebook" e grupos... só esvaziam a qualidade e quantidade de artigos no próprio blog, tamanha distracção.

brain-mixer disse...

Pois Andreia, isso será uma soma do nº 1 (contar o filme todo a alguem qu nao viu) com o nº 10 (resignar o dvd pirata e ir mais ao cinema). Mas tens razao no que dizes ;)
A mim tambem me acontece frequentemente!

brain-mixer disse...

Eheh, Armando esse talvez seja mais dificil de seguir... Nao so por nos bloggers que realmente temos a vida dificultada pela falta de tempo, como para os milhoes de cinefilos nao-bloggers, que nao tem blog :P
Mas eu tento sempre responder :D !